Compartilhe

WhatsApp
Facebook
Telegram

Fósseis de tigre-dentes-de-sabre encontrados no Espírito Santo

Um marco significativo na paleontologia do Espírito Santo foi alcançada com a descoberta de fósseis de um tigre-dentes-de-sabre na Gruta do Limoeiro, localizada em Castelo, no Sul do Estado. Esta descoberta representa o primeiro registro do felino gigante no território capixaba, juntamente com restos de outras três espécies de animais pré-históricos, incluindo preguiças-gigantes e um toxodonte (um mamífero herbívoro extinto parecido com um rinoceronte).

A análise dos fósseis está sendo conduzida por pesquisadores da Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes) e da Universidade Federal da Bahia (UFBA). A investigação foi realizada a convite do departamento de História Natural da Secretaria de Cultura da Prefeitura de Castelo.  Segundo o pesquisador Richard Buchman, foram encontrados fósseis pertencentes a tigre-dentes-de-sabre, 3 tipos de preguiças gigantes, um toxodonte e um cervo

O Smilodon populator, conhecido como tigre-dentes-de-sabre, é um mamífero extinto que habitava o continente americano. Esta é a primeira vez que fósseis deste felino são encontrados no Espírito Santo, tornando a descoberta ainda mais significativa. Além disso, os pesquisadores estão examinando a possibilidade de que alguns dos fósseis pertencem a uma Glossotherium phoenesis, outra espécie de preguiça-gigante que podia pesar até 900 kg. Se confirmado, este também seria o primeiro registro desta espécie em terras capixabas.

Notícias Recentes

Anúncio publicitário

2023 © ES Post. Todos os Direitos Reservados.